A Meterologia e o Portugues!

Rio de Janeiro, um dia que não deu praia.

Carminha,

Ja vou logo "trovejando" porque estou muita zangada com você.  É isto mesmo que você esta lendo, "fechei o tempo". Fiquei mal humorada. Estou inclusive pensando em "dar um tempo" nesta nossa amizade!  Bom, acho que estou exagerando, mas é que as vezes eu sinto que escrever para você é como "chover no molhado". A gente escreve, escreve e parece inútil, você fica aí no "chove não mole", atoa atoa e nunca responde. Ai, se esta "onda pega", se vira hábito? Meus pensamentos ficam "nublados" e eu "viro a maré"!  Mas enfim, fica aqui meu protesto, amiga querida! Escreve logo de volta se não eu vou achar que nossa amizade é "nuvem passageira", viu?

Hoje esta chovendo "facas e canivetes"!  Sabe daqueles dias que inspiraram Noé a contruir a Arca?  Pois é.... me deu saudades suas! Eu quero mesmo é receber noticias suas para o dia nascer feliz e a gente voltar a ficar " na maré mansa"!

Beijinhos,

da Ziroca Furacão,

                                            

 

Mais Cartas    Alzirez         Histórias      Principal

Assine o meu livro de visitas 

Free Guestbook from Bravenet.com